[CORELDRAW] Fechando arquivos de forma profissional

[CORELDRAW] Fechando arquivos de forma profissional

[CORELDRAW] Fechando arquivos de forma profissional

Salve amigos designers,

 

A pedido de um amigo seguidor do meu trabalho gostaria de ensinar aqui uma forma profissional de fechar seu arquivo em PDF no CorelDraw. Nesse tutorial estarei usando a versão 2018 do Coreldraw mas serve com qualquer outra versão. O segredo de fechar de forma correta o arquivo vai da confecção da arte até a configuração do PDF.

Entendendo um pouco o que é o PDF.

Com o crescimento significativo no uso de PDF para a transferência de arquivos gráficos, foi constatado que este formato de arquivo é bastante flexível e permite transferência de artes mais complexas.

Uma família de normas internacionais, portanto, foi desenvolvida para definir restrições sobre o conteúdo e utilização de arquivos em PDF para fazer uma impressão mais previsível. Esses padrões são chamados coletivamente de PDF / X, cada um com um sufixo para diferenciar as especificações de acordo com as necessidades de mercado. Cada um é publicado em uma parte da norma internacional ISO 15930, que já se consolidou na Europa e nos Estados Unidos como formato mais utilizado na troca de arquivos para impressão, em fluxos de trabalho com suporte a gerenciamento de cores.

Conhecendo isso vamos colocar a mão na massa.

 

1 – A confecção da arte:

Toda vez que você criar uma arte para impressão é de suma importância a adição de sangria (área que fica por fora da arte para dar segurança no corte e não ficar aparas não desejadas), bem como uma margem de segurança para dentro do arquivo, deixando textos e dados importantes dentro dessa margem para não haver surpresas no corte.  Segue esquadro abaixo.

Margem de segurança = Geralmente deixo em torno de 5mm para cada lado dentro da minha página, fazendo isso fico seguro com relação ao corte, só lembrando que se for uma revista ou livro essas margens tem que ser revista.

Página = Tamanho real do seu impresso, o seu palco de trabalho.

Sangria = Geralmente deixo em torno de 3 a 5mm para fora do arquivo, sendo que você pode deixar até mais que isso, mas na configuração do PDF é que vamos definir o tamanho real da sangria.

 

2 – Vamos publicar o PDF, clicando em “Arquivo > Publicar PDF” e escolha a opção configurações como mostra o quadro a seguir.

 

3 – Na primeira aba, escolha na opção “Compatibilidade” a opção PDF/X-1a (o CorelDraw não trabalha ainda com as versões mais novas do PDF/X, no Illustrator você pode já escolher a versão X-4).

 

4 – Na aba “Objetos” deixe as configurações conforme as seguintes:

Explicando:

Tipo de compactação nenhum = Para o arquivo ir sem compressão, sem percas na resolução.

Reamostragem de bitmap = Informando com quantos dpi vão as imagens coloridas, cinzas e monocromáticas.

Exportar todo texto em curvas = Garantir que se alguém importar seu arquivo, as informações de fontes serão mantidas.

 

5 – Aba “Pré-Impressão” vamos deixar as configurações conforme quadro abaixo:

Explicação:

Limite de sangramento = É a área que vai ficar após o tamanho do seu arquivo, a sua sangria.

Marcas de cortes = Marcas que aparecerão no seu arquivo informando onde será o corte do papel.

 

6 – Fazendo isso é só clicar em OK e depois em salvar e pronto, seu PDF estárá prontinho para você mandar para qualquer gráfica.

Qualquer dúvida é só deixar um comentário que responderei com maior prazer.

Muito obrigado e até a próxima.

 

 

Facebook
Edmo Nascimento

Profissional de pré-impressão, arte finalista, designer gráfico, apaixonado por tecnologia.

Os comentários estão fechados.